E eu fui parar no hospital

Lembra da dor no peito que comentei por alto no post anterior? Pois é. No domingo à noite, um pouco depois de postar aqui, a dor aumentou. JURO que pensei que iria infartar ou morrer, mesmo sabendo que a dor não era no coração. Mas a gente sempre fica preocupada. Disse pro marido que estava passando mal e ele me respondeu com uma pergunta: "Mas o que você quer que eu faça?". Na hora, a pergunta desceu rasgando goela abaixo, meu choro e a dor aumentaram e me deu vontade de meter a porrada na cara dele! rsrsrs Não falei isso pra ele, mas ele sabe. rsrsrs Ele me conhece MUITO BEM. rsrsrs Amo tu, marido! :-p Pra saber se algo está bem ou não, olhe pro meu rosto. rsrsrs Porque não sou de falar. Já falei aqui. Nem parece, né?! rsrsrs Porque eu "falo" pelos cotovelos aqui no blog. rsrsrs :-p Mas é que aqui é diferente. Aqui sou eu pensando alto. ;-) Eu falo o que eu acho que precisa ser dito no momento que eu acho certo. Ou seria estratégico?! rsrsrs Ah sim, e tudo o que você fala pode ser usado contra você depois! rsrsrs Meus pais me criaram com aquela coisa de "só vou falar uma vez hein, Priscila". TERROR TOTAL!!! rsrsrs E hoje vejo que fui muito bem criada e educada, graças a Deus! Meus pais nunca passaram vergonha comigo como vejo certos pais aqui passarem com seus filhos. #vergonhaalheia 

Mas e o hospital, Priscila? Pois então... Fui no Romerike Helsebygg por volta das 23h. Marido foi comigo. ♫ AAAALEEEELUUUUIIIIAAAAA  rsrsrs Falo isso porque sempre vou sozinha nos lugares. rsrsrs Já cansei de falar aqui. rsrsrs Ele usa a desculpa que eu sei me virar melhor sem ele ou então que meus compromissos são no horário do trabalho dele. Vai vendo... Depois não sabe porque tenho as dores no peito. :-p rsrsrs Brincadeira. Obrigada por ter me acompanhado ao médico, marido! Você sabe. :-) Dei meu nome e meu número pessoal e aguardei um pouco. Não estava cheio. Tinha duas crianças e uma adolescente (?) na minha frente. Mas logo fui atendida. O médico bem educado, olhava no olho, perguntava. BEM DIFERENTE do Brasil... Mas enfim. Falei o que eu estava sentindo, ele já foi de cara falando que não era problema do coração por conta da localização da dor. Apertou na "ferida" e eu fui no céu e voltei. Uff... :-( Ele perguntou há quanto tempo venho sentindo as dores e eu disse que um pouco mais de 2 meses. Ele achou muito. Perguntou se eu estudava e/ou trabalhava e disse que estudava. Foi na outra sala pegar o estetoscópio e fez todos os procedimentos que precisava. Resultado? Diz ele que estou com inflamação muscular... E vou ter que acreditar nele... Fazer o quê?! Me mandou tomar Paracetamol e Voltaren (durante as refeições). Assim... De boca. Sem papel nem nada, até porque o marido falou que tínhamos Paracet em casa. Ele não disse por quanto tempo devo tomar e eu claro esqueci de perguntar. As dores continuam... Principalmente quando tenho algum estresse. No final de tudo, agradeci e me despedi do médico e saí andando. rsrsrs Me vira o marido e fala "Espera. Precisa pagar." e eu toda inocente respondo "Pagar? Mas não é público?" rsrsrsrs Pois é... E a consulta com o médico que tinha a cara do meu ex diretor de compras custou 229 kr (R$83,96). Só simpatia não resolve o problema. Queria um exame pra checar direito essa dor e daí com o resultado poderia me receitar o remédio certo. Porque Voltaren é punk! Dormi 0h30 e acordei de manhã com o marido saindo. Voltei a dormir em seguida e só acordei quase 12h ontem. E eu ODEIO tomar remédio!!! Tive problemas sérios quando criança com esse negócio de receitar remédio errado ou doses erradas de remédios. Fiquei traumatizada desde então. 

O sistema de saúde daqui é mais burocrático que no Brasil, viu... rsrsrs #falologo Preciso me cadastrar no HELFO pra poder escolher um médico. Coisa muito difícil aqui, diga-se de passagem. Cada médico tem uma quantidade X de pacientes, como se fosse uma carteira de clientes. E nesse site você consegue ver se eles tem vaga ou não disponível. A maioria que tem disponível é estrangeiro, e sinceramente eu não gostaria de ter um médico estrangeiro, a menos que ele seja alemão! Mas pra eu me cadastrar no tal site, preciso ter meu Bank ID, e não posso tirar ainda porque o Skatt øst fez o favor de escrever meu nome errado e tive que pedir pra corrigir. Em 3 semanas eles corrigem... Pois é, minha gente... rsrsrs E meu nome nem é complicado de escrever hein... rsrsrs Imagina se fosse Priscila Burkhardt ou Priscila Eisenhardt. Já pensou nisso?! rsrsrs Mas vou tentar conversar com o banco e ver se consigo abrir uma conta no banco mesmo assim porque eu PRECISO de um médico! Nunca na minha vida me senti tão sozinha, sabe... Sei que Deus é comigo. E Ele tem me mostrado a fidelidade dEle comigo, mesmo eu não sendo fiel à Ele algumas vezes. Pra mim, Deus é exato! E ser exato é ser justo. E Ele vê tudo. Nada fica oculto aos olhos dEle. Deus está na frente!

Resumindo, é isso. rsrs Se eu for contar tudo desde o início, vou precisar me expor além do nível aceitável por mim. rsrsrs Espero que a dor passe logo, porque ninguém merece! :-( Mas volto aqui em breve pra contar algo novo e alegre. rsrs :-)

Beijoooo

Comentários

Renata disse…
Ai Pri tem que ver isso hein!! Vc sabe que eu sou especialista em hospital aqui rsrs e te digo se vc não bater o pé querendo exame eles não dão.
E em relação ao preço paga sim e se fir como na Suécia passa a ser gratis depois de um certo valor, ahh em relação aos médicos estrangeiros aqui tbm está cheio e te digo por experiência própria que eles são ótimos :-)
Se cuidae fica com Deus.
Priscila Sena disse…
Pois é, Rê. Estou só esperando o lance do cartão se resolver pra correr atrás. Obrigada pela dica sobre os médicos estrangeiros. ;-) Vou tentar me abrir pra eles. rsrsrs

Beijoooooo
Liza disse…
Com saúde não se brinca, viu!?
Se cuida mulher,

Beijo
Priscila Sena disse…
Pode deixar, Liza! Mas gracas a Deus, estou bem melhor! :-)

Beijooooo